Rua Euclides da Cunha, 326 - Rio do Sul / SC  

[ Voltar aos Filmes e Mensagens ]

 
anterior - 1 - 2 - 3 - 4 - próximo    

Quando os Anjos falam
Ano:2002
Elenco: Vanessa Redgrave (Maddy Bennett); Ray Liotta (Nathan Neubauer); Catherine McCormack (Mary Neubauer); Trevor Morgan (J. Neubauer); Ron Livingston (Tio Charlie); George Coe (Dr. Sam Jenkins); Michelle Grace (Lillian Neubauer); Karsen Liotta (J. Neubauer - criança); Colin Rogers (J. Neubauer - garoto)

A maioria dos filmes com temática espiritualista utiliza de efeitos especiais e de roteiros recheados de sustos e de suspense para prender a atenção do espectador. Na contramão desta tendência, "Quando Falam os Anjos" não possui grande recursos visuais, seu grande instrumento para prender o público é exatamente o roteiro muito bem desenvolvido e um elenco competente.

O cerne principal do filme é o encontro entre Maddy (Redgrave), uma senhora que mora só e cujo filho morreu na guerra, e James, um garoto que não consegue superar a morte da mão e que tem problemas de relacionamento com sua madrasta. A partir deste encontro os dois constroem uma sólida amizade que trará para ambos grandes lições..

Através da mediunidade de Maddy, que recebe mensagens de seu filho, James vai adquirindo a certeza que a morte não existe, que é apenas uma passagem e que a vida espiritual é plena, que sua mãe está viva. Essa certeza vai sendo construida ao longo do filme até que no emocionante final a comprovação definitiva vem.

O filme mostra todos esses aspectos espirituais de forma muito natural e sem precisar exibí-los, o que torna o roteiro ainda mais inteligente e conduz o espectador a uma reflexão sobre a vida no além.

Infelizmente esse filme não teve a repercussão que deveria, mas é sem dúvida uma ótima opção para se alugar e se assistir com toda a família. Mesmo para aqueles que porventura não crêem na vida após a morte e na comunibiliade entre encarnados e desencarnados vai ser difícil não se deixar encantar e se emocionar com este filme..

Os Outros
Ano:2001
Elenco: Nicole Kidman (Grace Stewart); Fionnula Flanagan (Bertha Mills); Alakina Mann (Anne Stewart); James Bentley (Nicholas Stewart); Christopher Eccleston (Charles Stewart)

Nicole Kidman está no papel de Grace, uma mulher que, nos anos 40, mora com seus filhos num isoldado casarão na costa inglesa enquanto seu marido está na guerra. As crianças sofrem de uma rara doença, em razão da qual não podem receber diretamente a luz do dia e que faz com que vivam isoladas. Três novos empregados são contratados para substituir os anteriores, que desapareceram misteriosamente, e precisam aprender regras importantes: a casa tem de estar sempre na penumbra, nunca se deve abrir uma porta antes de fechar a anterior. Mas estas regras são quebradas, ao mesmo tempo em que eventos assustadores e sobrenaturais começam a acontecer. Inicialmente, Grace se mostra relutante em acreditar nas visões assustadoras narradas pela filha, mas logo começa também a sentir a presença de intrusos em sua casa. Para descobrir a verdade, Grace deve deixar todos seus medos e crenças de lado e entrar no mundo intangível do sobrenatural.

***Este filme , que trata do mundo espiritual, suas manifestações e da capacidade da mente criar realidade, é o típico caso em que um bom roteirista e um ótimo diretor coseguem fazer 1+1 virar 3. História simples porém em mãos habilidosas sonsegue" tirar leite de pedras".

Depois do final da segunda guerra mundial, Grace (Nicole Kidman) mora com seus filhos, Anne (Alakina Mann) e Nicholas (James Bentley), em uma confortável e isolada mansão. Ela espera o retorno do marido que foi combater na guerra. Os filhos possuem uma rara doença e não podem ter contato com a luz do sol, por isto a casa está sempre escura, com as cortinas fechadas.

Porque seus antigos empregados abandonaram a casa, Grace resolve contratar novos, e após a chegada destes, uma série de fenômenos estranhos começam a acontecer.

Este filme , do diretor chileno radicado na Espanha Alejandro Amenábar conseguiu o feito de entrar par o time dos melhores , entre os filmes espiritualisatas por uma série de virtudes entre as quais retratar de forma quase fiel um drama que acomete a milhões e que só será revelado ao longo do filme....em resumo é excelente! O final é surpreendente e a atuação de Nicole Kidman está fantástica! É imperdível e prende a atenção do início ao fimPorque seus antigos empregados abandonaram a casa, Grace resolve contratar novos, e após a chegada destes, uma série de fenômenos estranhos começam a acontecer.

Este filme , do diretor chileno radicado na Espanha Alejandro Amenábar conseguiu o feito de entrar par o time dos melhores , entre os filmes espiritualisatas por uma série de virtudes entre as quais retratar de forma quase fiel um drama que acomete a milhões e que só será revelado ao longo do filme....em resumo é excelente! O final é surpreendente e a atuação de Nicole Kidman está fantástica! É imperdível e prende a atenção do início ao fim

Minha vida na outra vida
Ano: 2000
Elenco: Clancy Brown; Denis Conway; Jane Seymour; Kyle Howard

Minha Vida na Outra Vida conta a história de Jenny, uma mulher do interior dos Estados Unidos, que tem visões, sonhos e lembranças de sua última encarnação, como Mary, uma mulher irlandesa que faleceu na década de 1930. Intrigada, Jenny sai em busca de seus filhos da vida passada. Tem início uma jornada emocionante. Jenny é magistralmente interpretada pela renomada atriz Jane Seymour, de Em Algum Lugar do Passado. Só que, desta vez, não se trata de ficção, mas de realidade.

Com direção de Marcus Cole, 93 minutos de duração, nos idiomas inglês e português, legendado e dublado, e produzido nos Estados Unidos no ano de 2000, o filme emociona pelas profundas reflexões que provoca a quem o assiste. É impossível não se emocionar.

Abordando conflitos familiares, vida e morte, mas especialmente lembranças de outras vidas e reencarnação, a produção soube bem reproduzir a realidade vivida por Jenny Cockell. Ela via-se em outra época e lugar, como jovem mãe, em recordações domésticas de sua pequena casa de campo. Mãe de vários filhos, morreu de complicações de parto, 21 anos antes do novo nascimento, atualmente na personalidade de Jenny.

As visões e sonhos levaram-na a pesquisar o próprio passado e a reencontrar os filhos da existência anterior, agora idosos. Uma autêntica lição de amor envolve os personagens, trazendo toda a lógica da reencarnação de maneira muito clara, simples, objetiva. E faz pensar.

O DVD apresenta extras com lideranças do Movimento Espírita, incluindo Marlene Nobre, Nestor Masotti, Therezinha Oliveira e Zalmino Zimmermann. Encontra-se também uma galeria de fotos de Jenny com os filhos da existência passada e da cidade onde os reencontrou, na Irlanda.

Visões
Ano:2000

Elenco: Andrew Mccarthy; Kevin Tighe; Amanda Redman; Jessica Oyelowo; Michaela Dicker; Honor Blackman

Arquiteto americano enviado a Londres para restaurar antigo hotel atropela e mata anciã que lhe transmite o poder de comunicar-se com os mortos, valendo-se dele para identificar um serial-killer através de encontros com suas oito vítimas.

Joana D'arc
Ano:1999
Elenco: Leelee Sobieski...(Joan D'Arc) Jacqueline Bisset...(Isabelle D'Arc) Powers Boothe...(Jacques D'Arc) Neil Patrick Harris...(The Dauphin, later King Charles VII of France) Maury Chaykin...(Sir Robert de Baudricourt) Olympia Dukakis...(Mother Babette) Jonathan Hyde...(Duke of Bedford)

Dez anos antes de sua morte, Joan (Leelee Sobieski) ouve vozes. Seis anos mais tarde, da vila Domremy ela inicia sua missão para unir a França sob ordens do Rei Charles. Primeiro, ela lidera a defesa de Vancouleurs contra os Burgundis, depois consegue salvo-conduto até Charles, o Delfin. Ele usa sua imagem mística para montar um exército e a envia em socorro de Orléans. Após a coroação de Charles, Joan lidera uma desastrosa campanha em Paris, onde seu irmão vem a falecer. Depois ela é vítima das manipulaçãoes de Charles e capturada em Burgundy, vendida aos ingleses, interrogada pelo Bispo Cauchon, declarada como herege pela Inquisição e queimada me martírio. Essa é sua história...

Ecos do Além
Ano:1999
Elenco: Kevin Bacon (Tom Witzky); Kathryn Erbe (Maggie Witzky); Illeana Douglas (Lisa); Zachary David Cope (Jake Witzky); Kevin Dunn (Frank McCarthy); Conor O'Farrell (Harry Damon); Liza Weil (Debbie Kozac); Lusia Strus (Stella McCarthy); Stephen Eugene Walker (Bobby)

Baseado no romance de Richard Matheson, de 1958, o filme conta a estória de um homem comum, Tom Witzky (Kevin Bacon), um típico pai de família, que leva uma vida comum, o que o faz se sentir entediado. Apesar de buscar mais emoção para sua vida Tom é totalmente cético aos fenômenos sobrenaturais. Até que sua cunhada o desafia a se submeter a uma hipnose. Após receber o comando para “Manter a mente aberta” Tom começa a ter um contato com o além, desenvolvendo vidência e premonição. Partindo deste fato, seu comportamento muda completamente e ele se envolve na busca para a solução do assassinato de uma jovem, cujo espírito passa a aparecer para ele em busca de punir o culpado.

***O filme é bem interessante, o roteiro agradável e a fotografia é propositadamente escura para dar ao filme um clima de mais suspense. Como é comum nos filmes do gênero há várias inverdades e exageros, tanto sobre os fenômenos espíritas como sobre a hipnose, entretanto o filme vale como diversão e pode levar os mais curiosos ao estudo de temas espíritas.

O Sexto Sentido
Ano:1999
Elenco: Haley Joel Osment (Cole Sear); Bruce Willis (Malcolm Crowe); Toni Collette (Lynn Sear); Olivia Williams (Anna Crowe); Glenn Fitzgerald (Sean); Mischa Barton (Kyra Collins); Donnie Wahlberg (Vincent Gray); M. Night Shyamalan (Dr. Hill)

Sucesso de público e de crítica, O Sexto Sentido marca a estréia do diretor indiano M. Night Shyamalan, que também é o autor do roteiro. O thriller conta a estória do pequeno Cole (Haley Joel Osment) que possui mediunidade (vidência e clauriaudiência ) e sem nada entender ,vive apavorado com os espíritos que o rodeiam e dos quais não consegue se livrar. O psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) após o fracasso com um paciente anterior, que se suicida, resolve ajudar Cole, e faz disso sua principal meta, pois, acredita que assim conseguirá se redimir de sua falha e quem sabe ,retomar o relacionamento com sua esposa, que anda muito distante.

***Apesar dos exageros e inverdades do filme (como o frio que toma conta do ambiente quando os espíritos estão se manifestando), o mesmo não é prejudicado em nada, e seu roteiro denso e muito bem construído fazem do Sexto Sentido uma excelente opção de lazer e conhecimento sobre o contato com o mundo espiritual, além de nos lembrar que os médiuns são pessoas sensíveis e que carecem de nosso respeito não de nossa aprovação ( " só sabe como incomoda o calo quem usa o sapato")

Ah! O melhor do filme é seu final que é surpreendente.

Sendo a segunda maior bilheteria do ano de 1999 , só perdendo para " Star Wars , A Ameaça Fantasma" ,recebeu 6 indicações ao Oscar: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Haley Joel Osment), Melhor Atriz Coadjuvante (Toni Collette), Melhor Roteiro Original e Melhor Montagem.

Amor Além da Vida
Ano:1998
Elenco: Robin Williams (Chris Nielsen); Cuba Gooding Jr. (Albert); Annabella Sciorra (Annie Nielsen); Max von Sydow (Rastreador)

O Neurologista Chris ( Robin Williams de " Férias no Trailer" e " Patch Adams") e a artista plástica Annie (Sciorra) vivem uma vida perfeita até perder seus 2 filhos em um acidente de carro. Annie entra em depressão e está quase se recuperando quando Chris também morre em outro acidente. A partir deste ponto o filme se passa nos dois planos (material e espiritual), onde Chris encontra Albert (Gooding Jr de " Homens de Honra" e "Meu Nome é Radio", que o ajuda a se ambientar na espiritualidade e de onde acompanha o sofrimento de Annie e passa a se empenhar para ajudá-la. Contarão também com a estranha personagem do rastreador (Max Von Siddou de " O Sétimo Selo")para encontra um tesouro valioso para Chris.

Este belo filme , soirrateiramente deixa nas entrelinhas uma reflexão sobre pequenas nuances do ser humano , como por exemplo:

-o apego e não exatamente o amor ( pode alguém que ama matar a si mesmo?) ;

-o sentimento de que devemos continuar a viver pois a vida continua (Chris não deixou de se envolver na Vida trabalhando como médico ou amando sua esposa , já que a vida não findou com o desencarne de seus filhos);

-a falta de fé que se abateu sobre Annie seria o fruto de toda uma vida de despreparo e ignorância espiritual ( existe morte?) ou é consequente a uma dor insuportável pela perda de entes queridos ( apego x amor);

-não existem respostas prontas diantes da dor e sofrimento e cada um responde de acordo com o degrau em que se colocou encontrando o Paraíso ou Inferno mental que para si mesmo projetou ao longo do tempo;

-só o verdadeiro amor desinteressaado e solidário cobre uma multidão de pecados.

O filme mostra vários fundamentos da doutrina espírita, tais como a psicografia, a influenciação dos espíritos sobre as pessoas encarnadas, as conseqüências do suicídio, o poder do pensamento, os diferentes planos espirituais etc. Apesar das falhas no conteúdo espírita (especialmente no caso do suicídio), é um bom filme e possui uma fotografia belíssima.

Cidade dos Anjos
Ano:1998
Elenco: Nicolas Cage (Seth); Meg Ryan (Maggie Rice); Andre Braugher (Cassiel); Dennis Franz (Mensageiro); Colm Feore (Jordan); Robin Bartlett (Anne); Joanna Merlin (Teresa); Sarah Dampf (Susan); Rhonda Dotson (Mãe de Susan); Nigel Gibbs (Médico)

Em Los Angeles, uma dedicada cirurgiã (Meg Ryan) fica arrasada quando perde um paciente durante uma operação, no mesmo instante em que um anjo (Nicolas Cage), que estava na sala de cirurgia, começa a se sentir atraído por ela. Em pouco tempo ele fica apaixonado pela médica e resolve ficar visível para ela, a fim de poder encontrá-la frequentemente, o que acaba provocando entre os dois uma atração cada vez maior, apesar dela ter um sério relacionamento com um colega de profissão. O ser celestial não pode sentir calor, nem o vento no rosto, o gosto de uma fruta ou o toque da sua amada, assim ele cogita em deixar de ser um imortal para poder amar e ser amado intensamente.

***Romance é a temática principal deste filme, mas há alguns aspectos que podem ser considerados pelo lado espiritual.
A estória do filme se passa em Los Angeles e nos mostra anjos por todos os lados, cuidando das pessoas, auxiliando-as a enfrentar as situações do dia-a-dia. Um desses anjos, Seth (Cage) acompanha a médica Maggie Rice(Ryan) e se apaixona por ela, a partir deste fato ele começa a viver o dilema de continuar a ser anjo ou então assumir seu amor por Maggie e abrir mão de sua condição de anjo e consequentemente de sua imortalidade.

O filme nos lembra a atuação dos nossos mentores que nos acompanham sempre e como nos diz o Livro dos Espíritos tem o papel de "um pai para com seus filhos: conduzir seu protegido ao bom caminho, ajudá-lo com seus conselhos, consolá-lo em suas aflições, sustentar sua coragem nas provas da vida."

Refilmagem do filme "Asas do Desejo de 1987", este filme apesar de muito festejado pelo público é fraco e possui um roteiro limitado. O romance é embalado por uma trilha sonora agradável mas quem procura um conteúdo mais denso vai se decepcionar.

A questão da tarefa dos anjos não é abordada com a devida importância e em alguns momentos mais parece uma obrigação do que uma oportunidade de trabalhar pelo bem.

Desnecessário dizer que a opção por abrir mão da imortalidade e da condição de anjo é ficcional e só tem o papel de fortalecer o clima de romance.

A Tarefa de anjo protetor, bom gênio, mentor ou qualquer nome que se queira usar é das mais belas e é para este espírito uma oportunidade maravilhosa e por ter consciência disso não abriria mão dela por um interesse pessoal.

Apesar dessas observações o filme é uma opção leve de diversão e para os mais sentimentais pode render algumas lágrimas, mas não se pode levar em consideração a abordagem que se faz sobre a atuação dos anjos, a não ser a de que eles existem e que cuidam de nós com imenso carinho e dedicação e de que nós à medida que nos melhoramos, perseverando na nossa reforma moral também chegaremos a condição de anjos.

Ilusões Perigosas
Ano:1995
Elenco: Aidan Quinn...(Prof. David Ash) Kate Beckinsale...(Christina Mariell) Anthony Andrews...(Robert Mariell) John Gielgud...(Doctor Doyle) Anna Massey...(Nanny Tess Webb) Alex Lowe...(Simon Mariell) Geraldine Somerville...(Kate) Victoria Shalet...(Juliet Ash) Linda Bassett...(Madame Brontski) Liz Smith...(Old Gypsy Woman) Peter England...(David) Alice Douglas...(Clare) Hilary Mason...(Elderly Lady) Edmund Moriarty...(Liam) Emily Hamilton...(Mary)

Baseado em um livro de James Herbert, Ilusões Perigosas é a primeira experiência cinematográfica do diretor Lewis Gilbert no gênero suspense, a qual ele exerce com excelência. O filme apresenta o seu estilo de ação intensa, revelado em seus trabalhos anteriores da série James Bond, "007 - O Espião Que Me Amava" e "Com 007 Só Se Vive Duas Vezes". Um thriller assustador, estrelando Aidan Quinn no papel de um professor de parapsicologia chamado para desvendar misteriosos fenômenos envolvendo a mansão Edbrook. Co-estrelando Kate Beckinsale, John Gielgud, e Anna Massey. David Ash, um professor de parapsicologia, é chamado para investigar estranhos fenômenos ocorridos em Edbrook, uma mansão no interior da Inglaterra, onde ele conhece a bela Christina Mariell. Moderna, sedutora e independente, Christina se torna algo mais do que um namoro de uma noite. Quando David começa a sua investigação, ele nota uma presença diferente da qual nunca havia desconfiado. Pouco a pouco, e já exausto devido a uma série de acontecimentos assustadores, o professor começa a duvidar da sua própria sanidade mental e decide abandonar a casa, levando Christina com ele. Mas, apesar do profundo amor que nutre por David, a moça se recusa a partir, e também não permite que ele se vá...


[ Voltar aos Filmes e Mensagens ]


 
anterior - 1 - 2 - 3 - 4 - próximo    
"Começamos a ouvir vozes que afirmavam que outro mundo era possível. Hoje temos claro que um outro mundo é inevitável."